NOTÍCIAS / #FICADICA: PARE DE FUMAR HOJE!!!
  • O tabagismo é reconhecido como uma doença crônica causada pela dependência à nicotina presente nos produtos à base de tabaco. O tabagismo integra o grupo de transtornos mentais e comportamentais em razão do uso de substância psicoativa. Ele também é considerado a maior causa evitável isolada de adoecimento e mortes precoces em todo o mundo.
    A Organização Mundial da Saúde aponta que o tabaco mata mais de 8 milhões de pessoas por ano. Mais de 7 milhões dessas mortes resultam do uso direto desse produto, enquanto cerca de 1,2 milhão é o resultado de não-fumantes expostos ao fumo passivo. A OMS afirma ainda que cerca de 80% dos mais de um bilhão de fumantes do mundo vivem em países de baixa e média renda onde o peso das doenças e mortes relacionadas ao tabaco é maior.

    O tabaco é uma planta (Nicotiana tabacum) cujas folhas são utilizadas na confecção de diferentes produtos que têm como princípio ativo a nicotina, que causa dependência. Há diversos produtos derivados de tabaco: cigarro, charuto, cachimbo, cigarro de palha, cigarrilha, bidi, tabaco para narguilé, rapé, fumo-de-rolo, dispositivos eletrônicos para fumar e outros. No Brasil, a Resolução da Diretoria Colegiada n.º 46 de 2009, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), proíbe a comercialização, a importação e a propaganda de quaisquer dispositivos eletrônicos para fumar.
    O tabagismo constitui fator de risco para o desenvolvimento dos seguintes tipos de câncer:

    1. * Leucemia mielóide aguda;
    2. * Câncer de bexiga;
    3. * Câncer de pâncreas;
    4. * Câncer de fígado;
    5. * Câncer do colo do útero;
    6. * Câncer de esôfago;
    7. * Câncer de rim e ureter;
    8. * Câncer de laringe (cordas vocais);
    9. * Câncer na cavidade oral (boca);
    10. * Câncer de faringe (pescoço);
    11. * Câncer de estômago;
    12. * Câncer de cólon e reto;
    13. * Câncer de traqueia, brônquios e pulmão.


    Além de estar associado às doenças crônicas não transmissíveis, o tabagismo também é um fator importante de risco para o desenvolvimento de outras enfermidades, tais como:Tuberculose; Infecções respiratórias; Ulcera gastrintestinal; Impotência sexual; Infertilidade em mulheres e homens; Osteoporose; Catarata.
    O tabaco fumado em qualquer uma de suas formas causa a maior parte de todos os cânceres de pulmão e é um fator de risco significativo para acidentes cerebrais vasculares e ataques cardíacos mortais.
    A fumaça do cigarro é uma mistura de aproximadamente 4.720 substâncias tóxicas diferentes; que se constitui de duas fases fundamentais: a fase particulada e a fase gasosa. Na fase gasosa é composta, entre outros por monóxido de carbono, amônia, cetonas, formaldeído, acetaldeído, acroleína. A fase particulada contém nicotina e alcatrão.
    Os produtos de tabaco que não produzem fumaça também estão associados ou constituem fatores de risco para o desenvolvimento de câncer de cabeça, pescoço, esôfago e pâncreas, assim como para muitas patologias bucais.
    No Brasil, 428 pessoas morrem por dia por causa da dependência a nicotina. 56,9 bilhões de reais são perdidos a cada ano devido a despesas médicas e perda de produtividade, e 156.216 mortes anuais poderiam ser evitadas. O maior peso é dado pelo câncer, doença cardíaca e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC).

    Se você decidir parar de fumar agora, em:

    1. * 20 minutos a pressão sanguínea normaliza
    2. * 2 horas não há mais nicotina no seu sangue
    3. * 8 horas o nível de oxigênio no sangue se normaliza
    4. * 2 dias seu olfato e paladar melhoram
    5. * 3 semanas a respiração melhora
    6. * 10 anos o risco de sofrer infarto será igual ao da população geral
    7. * 20 anos o risco de desenvolver câncer de pulmão será quase igual ao de quem nunca fumou.


    Parar de fumar será só o começo de uma melhor qualidade de vida, economia de dinheiro, redução no uso de remédios para tratar doenças e prevenção de doenças sérias, tais como o câncer, a doença pulmonar obstrutiva crônica, infarto do miocárdio e acidente vascular encefálico, dentre outras.